domingo, 27 de abril de 2014

Aventuras de Alice no País das Maravilhas & Através do Espelho

Oi! 
Esse fim de semana li o livro que ganhei de presente de Páscoa (sim, pedi livro e não chocolate...).
#boaleitura


Sim, é o livro Alice, publicado nessa lindíssima edição pela editora ZAHAR. Nele estão dois livros clássicos, nascidos na Inglaterra: o "Aventuras de Alice no País das Maravilhas", publicado pela primeira vez em 1865, e o "Através do Espelho", publicado em 1872. Os livros foram escritos pelo Lewis Carroll, que é o pseudônimo de Charles Lutwidge Dodgson, e tem ilustrações maravilhosas feitas pelo John Tenniel.


Eu tinha um professor na faculdade (e não estudei Letras, hein...) que vivia falando para lermos o Alice no País das Maravilhas do Carroll porque é um livro maravilhoso e totalmente diferente do filme da Disney, segundo ele. Não havia dado tanta atenção para essa dica porque sempre achei o filme da Disney totalmente sem noção. Mas, após ver essa edição nova e algumas críticas positivas, resolvi ler com afinco as Maravilhas do país de Alice.


E como foi? Fiquei fascinada e só consegui dormir de sábado para domingo depois de ter terminado a leitura de todo o livro. No começo, confesso que fiquei com o mesmo pensamento de quando assisti ao filme da Disney: "surreal...". Mas, a leitura foi se desenrolando rapidamente, sempre uma surpresa nova acontecia e fui me envolvendo com a História. Depois de ler o diálogo que vou transcrever abaixo, todo o livro foi fazendo mais sentido para mim:

Alice: "Poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?"
"Depende bastante de para onde quer ir", respondeu o Gato.
"Não me importa muito para onde", disse Alice.
"Então não importa que caminho tome", disse o Gato.
"Contanto que eu chegue a algum lugar", Alice acrescentou à guisa de explicação.
"Oh, isso você certamente vai conseguir", afirmou o Gato, "desde que ande o bastante."

Alice, nos dois livros, está em um momento de descanso - "meio conversando consigo mesma e meio dormindo" - quando abre sua mente para o mundo mágico de suas aventuras. E não seria assim com nós mesmos, às vezes, quando estamos naquele ócio sossegado é que encontramos criações e verdades dentro de nós que anteriormente não havíamos pensado ou atinado para a coisa? 


É nesse mundo do "vamos fazer de conta" que Alice vai nos estimulando a pensar sobre movimentos tão enraizados na humanidade, onde só mesmo em um país de fantasia o autor poderia dialogar sobre isso com uma criança (ou com um adulto também...). Um assunto que achei interessante, por exemplo, foi o questionamento dos nomes dados para os animais, como no trecho abaixo:

"De que serve terem nomes", disse o Mosquito, "se não atendem por eles?"
"Não serve de nada para eles", disse Alice, "mas é útil para as pessoas que lhes dão nomes, suponho. Senão, para que afinal as coisas têm nome?"
"Isso eu não sei", respondeu o Mosquito. "Lá longe, no bosque, elas não têm nome nenhum... (...)"

Então, me diga, uma mesa poderia se chamar cadeira e cadeira poderia se chamar mesa, certo? kkk... já comecei a viajar enlouquecidamente nesse texto, como a Alice... Deve ser a hora avançada da noite.

Realmente, gostei muito de pensar e "viajar" com a Alice por essas questões apresentadas no livro. Sempre amei filosofar e em cada capítulo eu podia pensar mais e mais... Gostei principalmente do livro "Através do Espelho", no qual o jogo de palavras utilizado pelas personagens de um mundo bem diferente era sempre divertido:

Rei: "(...) Dê uma olhada na estrada, e diga-me se pode ver algum deles."
"Ninguém à vista", disse Alice.
"Só queria ter olhos como esses", observou o Rei num tom irritado. "Ser capaz de ver Ninguém! E à distância! Ora, o máximo que eu consigo é ver pessoas reais, com esta luz!"


O que estou querendo dizer é: sim, se permita entrar no País das Maravilhas & Através do Espelho e mude um pouco o seu mundo de perspectiva. Sim: cresça e diminua de tamanho; pense que hoje pode ser seu "desaniversário"; fique em dúvida se você na verdade não é uma personagem no sonho de outra pessoa... Por que não? 

Indico mudar o seu olhar de perspectiva junto com a Alice para depois, quem sabe, fechar o livro e ver melhor. :)

35 comentários:

  1. Nossa já me encantei com as ilustrações que postou.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São lindas mesmo, Luiza! Também me encantei!! :) bjs

      Excluir
  2. as ilustrações enriquecem bem a obra!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Essa edição é lindíssima <3.
    Sempre vejo os leitores postando fotos e falando desse livro, mas ainda não li. Preciso mudar essa situação URGENTE!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá Luiza! Adorei...muito boa a resenha.Alice é um livro que temos que ler com a imaginação solta, eu gosto muito do universo dela. Sabe...essa de cadeira e mesa me lembra muito de semiologia quando estudei sobre signos na faculdade. É filosofia pura. kkkkkkkk Passa lá no blog tbm.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei filosofia pura, Paloma...
      Essa e outras partes mais...
      Bjs!

      Excluir
  5. acho a capa desse livro linda. e tudo lindo. eu tenho mutia vontade de ler, porque a única cosia de alice que já li foram livros infantis. e cê sabe, né?
    beijos, E.
    http://apenasmaisumaxicaradecafe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, essa edição é tudo de bommmm!! :) Bjs

      Excluir
  6. Essa edição é um amor <3
    Tem um monte destes na biblioteca da minha faculdade.
    Esse trecho que você citou mexeu muuuuuito comigo também quando o li. Faz toooodo o sentido, né?
    Eu comecei a ler no semestre passado, mas tive que devolver sem terminar por causa das férias. Esse semestre tinha até esquecido dele. Como já estou cheia de leituras vou deixar pra pegá-lo no semestre que vem!! Mas não quero deixar de ler!!
    Bjoss

    http://fotografiaeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, não deixe de ler, sério... é muito bom e a leitura é bem rapidinha! :) bjs

      Excluir
  7. Oi Luiza!!
    Eu li "Aventuras de Alice no País das Maravilhas" na versão original. Não conhecia essa edição da ZAHAR. Adorei a resenha. Parabéns pelo blog!!

    Bjs,
    http://entreserieselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu, tudo bem?

    Eu tenho essa edição, é muito linda mesmo! Eu ainda não tive a oportunidade de ler, mas em breve, quero também entrar no mundo das maravilhas do qual você tanto gostou.

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entra nesse mundo sim, Gabi! Se joga, é muito bom!! :)

      Excluir
  9. Lu, que amor! Eu li Alice no País das Maravilhas, só que outra edição e até já fiz resenha lá no blog junto com um especial sobre o Lewis Carroll! Confesso que a sua opinião sobre a obra foi muito parecida com a minha, no começo também achei tudo muito estranho, mas à medida que vc vai descobrindo as referências por trás, e vai "viajando", o livro vai ficando maravilhoso!
    Ainda não li Alice Através do Espelho, mas eu sou apaixonada por jogos de palavras, ri muito com a quote que você destacou sobre o ver ninguém! Vontade de comprar o livro agora!
    Mas enfim, terminou muito bem a postagem, adoro as suas reflexões! Mas me diga, como faz para ganhar livro de Páscoa? Eu quero essa receita, hein! xD
    Beijos!

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah... você também resenhou? que legal! Vou lá ver.
      Achei Alice Através do Espelho até melhor, se puder, tenta ler sim...
      Ah... eu falei bem claro que entre chocolate e livro, eu prefiro livro mesmo!! rs :)
      Fiquei muito feliz por ser atendida!!!
      Bjs

      Excluir
  10. Adorei a resenha, antes já queria ler esse livro agora quero mais ainda haha.

    http://minhas-indecisoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho esse livro, e já o li umas três vezes pelo menos. É impressionante como em cada uma delas pude ter uma nova perspectiva da história. Realmente Carroll escreveu uma obra prima.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é maravilhoso! Depois de ver seu comentário fiquei com vontade de ler novamente! rs :) bjs

      Excluir
  12. MUITO diferente da Alice da Disney e MUITO superior! Amo esse livro. Quando li, devorei ele todo em um dia. Essa edição da Zahar é demais :) Parabéns pelo post.


    http://cantinadolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carlos! O livro é bem superior mesmo... Até mais!

      Excluir
  13. Adoro livro ilustrado e está edição ficou linda mesmo. Confesso que como você tenho uma visão dos filmes da Disney e vou adiando a leitura. Boa dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ler, é bem melhor que o filme... é muito boa essa leitura! :)

      Excluir
  14. Nossa! fiquei e-n-c-a-n-t-a-d-a com esse livro ,sem dúvida entro pro primeiro da lista sem dificuldades. Aii mistura tudo que eu AMO, fantasia, surrealismo com questões reflexivas e filosóficas. To apaixonada rs !!


    http://www.virtualparadisee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, é ótimo mesmo, também me apaixonei! :)

      Excluir
  15. Eu adorava as histórias da Alice, mas depois de conhecer melhor a realidade da vida da menina fiquei meio com um pé atrás. Acho que preciso de uma edição linda dessas para deixar minha implicância de lado :D

    bjs
    http://www.confraria-cultural.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi... a vida da Alice do livro? Ou da Alice para qual o autor fez o livro?
      Acho que estou sem saber de algo...rs...
      Mas, enfim, vale a pena ler o livro! :) bjs

      Excluir
  16. Oi, Luiza!
    Adorei seu texto sobre esses livros, tenho a mesma opinião que você (e quase a mesma experiência de filosofar e ficar lendo até tarde pra terminar Aline Através do Espelho), mas sinto que já está na hora de reler, aliás, sempre é hora de reler Alice. Tem algo nessa história que desperta uma nostalgia, um sentimento de não-estar-sozinha-nesse-mundo-louco. hehe
    Só não consigo escolher qual mais gostei...
    E essa edição é muito amor! <3

    Um grande beijo!
    http://cheirando-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita, que legal você ter essa mesma experiência com a madrugada! rs
      Também concordo que é sempre tempo de reler Alice... é um desses livros de reler e reler e reler... :) Bjs!

      Excluir
  17. Olá!
    Eu finalmente li Alice por esses dias. Comprei também no país dos espelhos e espero ler em breve. É uma versão pocket da Martin Claret, muito legal por sinal.
    Gostei muito do livro, apesar de tarmbém já ter visto o filme da Disney e ter achado meio louco (e nem sabia que tinham juntado partes das duas histórias).
    Li uma critíca falando do ambiente "lisérgico" da obra de Carroll, o que concordei totalmente, pois tentei ficar com a mente mais aberta possível, mas achei tudo muito louco kkkkkk. Mas aparentemente a graça está aí, né? noção na aparente falta de noção.
    Essa edição da Zahar é linda mesmo, a minha é mais simples mas ainda assim tem as ilustras, o que eu acho muito bacana. Aparte mais louca para mim é aquela do bebê porco kkkkk
    Não dá para não ler!
    bjs

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! :)
Peço que os comentários não sejam anônimos para que eu possa retribuir!
Bjs, Lu