sexta-feira, 27 de junho de 2014

Nosso Segredo - Bruna Coelho + reflexões políticas / Copa

Oi!
Hoje vou escrever um pouco sobre a leitura de um livro de "parceria"...
Para começo de conversa, ainda não sei se quero tratar dessa forma: como "parceria".
Fiquei muito feliz pela autora ter entrado em contato e me proposto a oportunidade de ler um livro dela, muito feliz!
Mas, não vou entrar na onda de escrever que tenho uma autora "parceira" do blog... 
Não seriam todos os autores aqui, até os falecidos, parceiros, então??
Ainda não entendi, na verdade, essa coisa de parceria e vou fazer como considero que sempre fiz:
Leio o livro e escrevo minha opinião.
Sem prazos, inclusive demorei bastante para terminar de ler esse...
Sem obrigação de escrever sobre esse livro, caso eu não queira.
Sem expectativas de que meu post seja exclusivamente uma propaganda.
Até porque, o que eu não gostar vou falar mesmo. Explanar legal.
E o que eu gostar, como sempre, vou indicar... 
Não vou mencionar o autor que nunca li. Até porque a minha questão não é com o autor e sim com sua obra. 
E me diz se adianta eu contar para vocês que existe o autor tal e nunca ter lido nada que essa pessoa escreveu?
Enfim...

Se essas minhas regras são "Parceria" e se os novos autores irão gostar da minha proposta que tanto coloca em teste sua obra... bom, isso deixo para cada um decidir por si e não me importa nomear.
O importante é que a autora Bruna Harmel, mesmo sabendo de toda essa minha postura, decidiu pagar para ver e me enviou o seu primeiro livro. Obrigada pela confiança, Bruna! Vamos lá!

O livro que li da autora Bruna Harmel ou Bruna Coelho, como está na capa abaixo, foi o "Nosso Segredo", já publicado. A Bruna disse que está terminando outro livro, ainda em processo de finalizar título, capa e essas coisas. 

Mas, vamos lá, vou contar sobre a minha experiência de leitura: o "Nosso Segredo".


Confesso que no começo fiquei um pouco preocupada porque encontrei alguns erros de revisão no pdf que a Bruna me encaminhou. Enviei um e-mail para a mesma comentando sobre o fato e ela disse que o estava revisando novamente. Dias depois, me enviou o texto revisado, mas como eu já estava quase acabando a leitura, não cheguei a verificar a revisão.
A autora escreveu esse livro há anos atrás, ainda bem adolescente e sua linguagem, como a própria escritora colocou, era mais imatura.
O livro conta a história da Gabriela ou Gabi, uma adolescente com fala bem de adolescente, que é boa em tudo que se presta a fazer. Sério, isso me impressionou: a garota era boa em esportes, música, espionagem, os rapazes mais lindos queriam namorá-la... A cada página lida eu descobria um novo talento surpreendente da menina! 
A Gabi e seus respectivos pais tem um segredo que precisa ser guardado. E a história se desenvolve ao redor desse segredo e, claro, das aventuras super bem sucedidas da personagem.

Acredito que desenvolver esse livro na idade que a Bruna escreveu foi realmente brilhante. Não é qualquer menina que deixa de fazer outras atividades para escrever páginas e mais páginas de uma nova história.
Só por isso já considero que a Bruna está de parabéns! E, por continuar tentando melhorar sua escrita e pensar novos livros: está de parabéns novamente!

Estou cada vez mais feliz por conhecer novos autores brasileiros. Essa percepção de que nossa gente brasileira está lendo e escrevendo mais tem, para mim, bem maior importância do que qualquer Copa do Mundo que o futebol possa ganhar.
Na minha humilde opinião, esse nosso país precisa muito mais de Leitores realmente apaixonados por livros e Escritores realmente amantes da arte de um bom texto do que de bons jogadores de futebol.
Nada contra. Também é uma habilidade bem legal e digna essa de jogar bola.
Mas, o Brasil... ah, O Brasil... merece ser mais do que bola em campo. 
Esse meu país merece ser culto, ser inteligente, ser educado.
O meu país merece ser sábio o suficiente para conseguir administrar seu dinheiro e outras riquezas em prol de um crescimento enraizado na dignidade de todos os brasileiros.
Estou pedindo muito? Ou é melhor gastar milhões e mais milhões em estádios do que pagar bem aos professores? Do que desenvolver bem essas aulas de português que esse povo tanto tem dificuldade de conseguir fluência? Do que ser Nomeado como o País da Educação? Porque até a Saúde vai melhorar se educamos mais esse povo. Se educamos mais os políticos, que precisam de muito mais educação - isso já não é segredo para ninguém!

Aí você vai me dizer, o futebol não tem nada com isso. Não é política.
Na minha humilde opinião, qualquer ato é uma construção política. 
Quando você prefere investir na Copa para forçar a imagem de "O País Maravilhoso e Alegre do Futebol" no ano das eleições - isso é uma construção política.
As implicações políticas desse povo que vai usar o Bolsa-Família para comprar camisa verde e amarela; sorrir no facebook e postar que todos estão comemorando felizes mais uma vitória - existe. 
A política é feita de pequenos e grandes atos. O ato da Copa é uma publicidade esperta: os brasileiros ficam felizes enquanto saem mais cedo do trabalho e bebem sua cervejinha assistindo o jogo. O mundo fica feliz por achar que o Brasil está muito feliz. A Fifa fica feliz porque tem o dinheiro e dita as regras que quiser. Os políticos ficam felizes porque talvez assim seja mais fácil driblar o povo nas urnas, além de levar um dinheiro extra no superfaturamento.

Os preços no Rio de Janeiro só aumentaram e só aumentam. Hoje comprei 1 Litro de leite por R$ 3,00, quero dizer, R$ 2,95 - que é para fingir que não cobraram R$ 3,00 - isso no supermercado mais popular de todos os tempos...

A Copa do Mundo é um ato político tanto quando cada post meu nesse blog.
Até quando não estou falando de política, estou agindo politicamente; formando opiniões, contestando ideias, criando um ambiente voltado para o que desejo focar no pensamento de vocês que estão lendo.
Isso não quer dizer que meus posts são ruins ou que a Copa do Mundo é péssima: quer dizer que a política está nas entrelinhas do que escolhemos ou é escolhido para que façamos com nosso tempo e pensamento.
A política nos forma, nos induz, usa redes de artimanha para seduzir nossa atenção - faz Gol.

O nosso ato político deve ser tão inteligente quanto essa política esperta tenta ser: pensemos sobre o que nos é imposto. 
Não vamos falar sobre um autor não lido só para dizer que temos "Parceiros"... Vamos assinar o nosso post e todos os nossos atos políticos com mais sagacidade!
Não vamos votar em determinado político só porque ele vai te dar uma esmola de uns R$100,00 por mês enquanto rouba o triplo disso nos impostos que você paga.
Não vamos fechar os olhos para o ato político dessa Copa do Mundo só porque futebol é legal!
Ok, futebol é legal. E o meu dinheiro bem investido também. Atos com verdadeira responsabilidade social também.
Pensar sobre o que nos é massacrado pelas grandes mídias é nosso dever político, de cidadão brasileiro: mais do que torcer pelo futebol.
Vamos colocar a camisa verde e amarela em outros momentos - vamos agir politicamente de forma consciente! E não apenas gritando Gol porque o Brasil inteiro foi obrigado a parar para gritar Gol - pense bem para quem esse Gol está servindo....

O primeiro Gol dessa Copa foi um Contra.
Essa Copa está sendo um Gol contra. E vamos perceber isso daqui uns meses, depois das urnas (eletrônicas e confiáveis? que sistema não pode ser fraldado no computador?), quando o Litro de Leite estiver custando R$ 5,00.
Eu não vou postar no facebook que estou feliz comemorando com a camisa do Brasil - meu ato político é de pensar para além do que a Copa do Mundo quer fazer que eu pense. 
Sou Brasileira e estou de olho nessas jogadas de campo estratégicas.


Bom, voltando ao livro: acredito que tenha sido um começo importante para a autora e que a mesma ainda tem um caminho interessante para desenvolver e percorrer. Considero que pessoas na faixa dos 12 aos 15 anos, aproximadamente, podem se identificar mais com a história. Mas, se você não tem essa idade e está procurando uma personagem lotada de dotes artísticos, esportivos e etc; esse livro é o seu lugar.

E, Bruna, continue lendo muito e escrevendo bastante! Continue sendo essa brasileira que busca nas palavras a sua expressão na vida. Nessa minha humilde opinião, esse é o melhor caminho que você pode seguir. Ler, escrever e tentar se expressar para além das histórias que já existem; construir o pensamento novo!

47 comentários:

  1. Wow! *-* Woooooooow! Woooooooooooooooooooooooooooow! rs
    Confesso que estou há três minutos olhando para a tela do computador, depois de ter lido esse texto, e me perguntando o que é que eu posso escrever no comentário. Sabe quando você lê uma coisa tão boa e fica sem palavras?!
    Enfim, não vou comentar sobre a Copa, vejo pós e contras nela, mas sei bem que daqui a pouco, como você disse, essa animação vai terminar e sabe-se lá o que pode acontecer. Sobre a Bruna, maravilhoso o que você disse sobre ela e sobre os autores brasileiros! Também a admiro mtu pelo ímpeto da publicação aos 16 anos!
    Beijos, Lu! <3

    bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Tici!
      Sabe-se lá o que pode acontecer... mesmo...
      Bjs

      Excluir
  2. Bruna ,continue lendo muito e escrevendo bastante +1 .
    Seu incentivo a escritores novos e brasileiros,incentivo a formar novas opiniões, e mudar ainda mais a visão sobre a copa, me cativou.
    Realmente, nunca tinha pensando dessa forma : de olhar as entrelinhas e ver que os atos ,cada ato, pode forma uma opinião política. Ninguém vê !
    Muita gente reclamou durante todos esses anos da copa, mas esta comemorando,gritando e vestindo a camisa verde e amarela como se não tivesse reclamado tanto da copa.
    Vaiar a Dilma no estadio não vai ajudar.
    Tambem acho que temos que melhorar nossa educação, investir mais em livros, principalmente os brasileiros. Hoje mais cedo eu comentei isso por alto, citando como exemplo o grande e clássico Machado de Assis.
    Ele é mais reconhecido lá fora,do que aqui pelos proprios brasileiros.
    Brasileiro tem mais costume de assistir aos jogos de futebol do que ler grandes obras : triste realidade :(
    Curti demais teu texto guria. Parabens !
    E parabens pela tua visão de parceria com autores. Extremamente sincera, e eu amo sinceridades. Ganhou minha simpatia hehehehe
    Beijos!

    http://vivasincera.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é uma triste realidade mesmo...
      Mas, talvez esteja mudando e vai mudar!
      Quem sabe com a ajuda dos blogueiros de plantão? rs

      Excluir
  3. Excelentes reflexões, Luiza! =D
    Eu estou curtindo a copa porque na hora H me subiu uma empolgação que eu nem sabia que tinha dentro de mim. Até em estádio de futebol eu fui (pela primeira vez na vida). Mas de forma geral acho complicado apoiar a indústria do futebol, que não traz nada de útil para nós a não ser um patriotismo temporário e um sensação de pertencer a uma comunidade por um mês.
    Um beijo!
    Eduarda, do Maquiada na Livraria.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei super curiosa sobre esse livro, a história está me instigando!
    Estou pensando seriamente em procurar ele para ler.
    Quanto á copa, prefiro nem comentar :D

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procurar sim, ela está vendendo!!
      Estou doida para que essa copa acabe e a realidade volte...
      bjs

      Excluir
  5. Nossa, o livro da Bruna, realmente parece ser muito interessante. E é muito bacana a atitude dela em fazer um tempo livre para se dedicar a páginas e mais páginas de imaginação. Está de parabéns mesmo!

    Beijos!

    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Luiza!
    Hm... Interessante ler suas reflexões.
    Bem, a premissa da história não me atraiu. Infelizmente.
    Mas espero poder ler mais livros da autora, até porque a mesma é jovem e pelo o que percebi, pretende escrever mais livros.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  7. Parece um livro bem interessante, mas não sei se leria um livro com este tema. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  8. Ótimo texto, nos faz refletir sobre o que está acontecendo no Brasil, não só no período da Copa, mas o que aconteceu antes e o que ainda irá acontecer, com a nossa política. O livro não nos chamou muito atenção.


    Bjs


    www.onlyinspirations.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! a ideia era provocar a reflexão mesmo! bjs

      Excluir
  9. Oi, tudo bem?
    Então, faço parceria, mas, coloco minhas opiniões verdadeiras, acho que tenho que ser justo com os meus leitores e o autor...
    Concordo com o que disse sobre a copa, precisamos de muito mais que uma bola em campo, o Brasil tem uma péssima estrutura e gastas bilhões que na Copa que não vai beneficiar em nada o no país.
    Mas também não podemos deixar de chamar a atenção do povo brasileiro ignorante e leigo, que ao falar que a copa poderia não ocorrer mais ficaram com medo, o que adianta ter futebol e não ter uma boa saúda, uma boa segurança, uma boa educação?

    Beijos
    amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o importante é colocar as suas verdadeiras opiniões mesmo!
      Muito legal o comentário!
      Bjs

      Excluir
  10. Acho que ainda HÁ muito preconceito com nossos livros né? ashahahaha, mas tem tanto escritor bom por aí,escondido :) :)


    Beeijos, amei sua resenha.. <3

    beeijos flor,rs
    http://semolhe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda há... Mas vai melhorar! Vamos vencer a copa mundial dos melhores leitores um dia! rs
      bjs

      Excluir
  11. Como uma pessoa consegue fazer uma inclusão de um tema tão importante como esse dentro de um texto que por si já era importante? Tipo, gamei em você nesse minuto.
    Primeiro por começar dizendo que todo autor que passar por aqui em si já é parceiro. Sério garota, sua percepção foi incrível! Depois por apoiar a leitura de livros nacionais e autores nacionais aqui, e por último por essa incrível demonstração de que eu não sou a única louca que acredita que essa copa não faz sentido algum.
    Mas o que a gente pode fazer além de desligar a televisão em ato de protesto? Lembrando que o vizinho do lado tem mais três ligadas no mesmo jogo.
    Esse é o país de gente que usa venda para os problemas dos outros e que só grita quando o peso cai em seu pé. É foda, mas é verdade!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, toca aqui porque somos duas loucas...rs! o/
      Essa copa só está nos prejudicando... enfim...
      Obrigada!

      Excluir
  12. Oi Lu!
    Você está certíssima em dar sua opinião sincera na resenha. Eu faço isso também, não me importo se o livro é de editora parceira ou se eu que comprei, escrevo o que achei e senti durante a leitura.
    O livro não me interessou, mas gostei da sua reflexão sobre a Copa. Você falou do litro de leite, e os preços de imóveis então? Parece que estão cada vez mais absurdos.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. opinião é opinião, né?! rs
      Falei do leite para pensar no mínimo para a sobrevivência...
      Mas, segundo consta os preços dos imóveis, vou morar na rua... eita mesmo..

      Excluir
  13. Apesar de sempre mante minha posição apolítica, eu também concordo com o que você diz em relação a copa, portanto gostei muito do post!
    Bjus

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Lu! Não penso em fazer parceiras pelo simples fato de que não gostaria de ter aquela "obrigação" de ler, sou chata e gosto de escolher o que vou ler, mas concordo totalmente que temos que dar espaço a autores nacionais. Não tenho dúvidas de que existem muitos autores bons que ainda não tiveram sua chance. Boa iniciativa sua em aceitar ler o livro. Sobre seus comentários na Copa, concordo com você. Gosto de ver os jogos, sou torcedora, adoro esportes, seja futebol, vôlei, natação etc. Mas acho que a resposta do povo deveria acontecer nas urnas. Acredito sinceramente que a educação (a leitura inclusa aqui) é uma ferramenta importante para formar pessoas críticas e capazes de analisar o que é bom ou ruim. O governo que temos atualmente, sucateou a educação de tal forma que não estamos formando pessoas nem capazes de interpretar um texto e isto é triste. O interesse do governo não é formar pessoas críticas, é por isso que os professores possuem uma remuneração vergonhosa, nas escolas públicas o aluno muda de série sem saber nada. É uma pena ver que as pessoas se tornaram tão manipuláveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O interesse do governo não é formar mesmo pessoas pensantes, uma massa pensante... Daí dá uma bolsa para meia dúzia que já teve boa educação e já pensava mesmo ir fazer Ciência sem fronteiras...aff... para dizer que eles estão pensando em educação!!
      Quero ver fazer a massa da população brasileira saber escrever um texto em português sem tantos erros e não falar probrema!!!! affffff
      Desde que li 1984, acho que as massas nunca serão educadas... faz parte da maracutaia política eterna...
      Enfim...
      Bjs

      Excluir
  15. Oi, Lu! Bem reflexivo seu texto...
    Eu sinceramente não acho que muita coisa ia mudar se não tivesse Copa no Brasil. O dinheiro ia ser desviado pra outras coisas, mas ia continuar longe da saúde e da educação. O grande problema da Copa 2014 é estar sendo no Brasil, porque, se fosse em outros lugares, como nas outras edições, estariam todos felizes e contentes com os feriados, torcendo pra caramba pela seleção. Assisto aos jogos, acompanho, gosto de futebol, curto a Copa sabendo que ela tem prazo pra durar. Mas sou bem consciente quanto ao que devo (ou não, porque as opções estão péssimas) fazer na urna. Sei que é um pão e circo, assim como éo Rock in Rio, por exemplo. Eu não curto passar a noite vendo shows e não questiono quem o faça, então uso aquilo que me dá prazer - futebol - pra me distrair durante esse tempinho.
    Concordo com vc quando diz que tudo vai começar a mudar pela educação, mas infelizmente não teremos uma sociedade leitora tão rápido. O buraco é mais embaixo, não tem só a ver com o governo. Por exemplo, os PCN são bem flexíveis, dão liberdade à escola e ao professor sobre o que fazer nas salas de aula, mas insistem em nos fazer ler clássicos, que podem ser ótimos, mas não são tão atrativos ao público em geral. É aquela história... o governo tem muita responsabilidade e uma grande parcela de culpa, mas cada um precisa fazer sua parte pra minimizar o problema.
    Enfim... é uma longa discussão. rsrsrs
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No meu comentário esqueci de falar deste detalhe: não depende apenas do governo. Tem muito a ver com os pais também, se casa família incentivar seus filhos a ler e estudar, estarão formando futuros questionadores e formadores de opinião.

      Excluir
    2. Super concordo com esse comentário da Giulia.

      Excluir
    3. Giulia, concordo com você em algumas coisas... outras não...
      A Copa está fazendo muitas produções pararem durante os jogos...
      Muitas empresas deixarem de admitir candidatos porque "estamos em época de copa"...etc etc etc
      O Brasil está falindo com a Copa! Eles roubaram muito mais porque tinham obras gigantescas para fazer!!
      E acho bem legal ler clássicos! O problema é que muita gente tem preguiça de começar a ler uma linguagem diferente do seu tempo atual. é importante que as escolas mesclem o clássico com o novo...

      O governo e cada um tem sua contribuição.
      Espero já estar dando a minha, fazendo textos para as pessoas pensarem, mesmo que discordem!

      Já o governo... Já a Copa... Já a massa...

      Bjs!

      Excluir
  16. Oi Lu, já não aguento mais falar sobre Copa e os desvios do dinheiro então acho melhor eu comentar sobre o livro da sua parceria hahaha
    Não conhecia o livro Nosso Segredo, mas parece ser bem bacana apesar de ainda estar no pdf. É muito ruim quando encontramos alguns erros né? Ainda bem que a autora teve gentilidade de dar uma nova revisada.

    Bjs
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipe,
      Obrigada pelo comentário!
      A autora é bem gentil mesmo!

      Excluir
  17. Oi
    Já vi resenha desse livro em um blog, e ele me chamou a atenção, parece ser legal, gostei da sua resenha e fiquei com vontade de ler ele.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SE quiser, acredito que ainda está vendendo! bjs

      Excluir
  18. Oie,
    nossa adorei o texto de hoje. Não curto mto futebol, mas gosto da copa, mesmo o pessoal só falando disso para todos os lados.
    que bom que autora esta conseguindo corrigir os erros.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Lu...
    Gosto do seu jeito. Quando eu publicar um livro, manda para ti sem compromisso rss;

    Só não concordo contigo no quesito futebol. Bom, já debatemos sobre isto né? rss.
    Eu acho que futebol não é política ( a civil é claro). A política que usa o futebol, como usa tudo. E os políticos corruptos usam tudo para ganhar dinheiro. Olha, olimpíadas também não é politica, mas se o COI, que é bem menos corrupto que a FIFA, manter no Brasil, os políticos se aproveitarão também. E digo mais, o Brasil tem condições financeiras de fazer uma copa e como tem. Tá mais do que provado, gastaram o valor de 4 ou 5 para fazer esta. O que ele não tem é condições morais por causa das coisas que deve para o povo. O dinheiro existe, mas eles gastam como querem e não como devem. Por isto eu uso o futebol para me divertir, apenas isto. Não é solução nem razão para viver.
    Agora nada adianta nós reclamarmos e fazermos protestos se votarmos nos mesmos.
    O Gigante acordou, mas precisa se manter acordado até as urnas e continuar acordado para fiscalizar. O salvador de hoje pode ser o ladrão de amanhã. E este filme nós já vimos.

    Bjs.

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, sim, já debatemos... Também acho que o Gigante deve se manter acordado e operante! Agora, amanhã e sempre!

      Excluir
  20. Oi Lú!
    acho muito importante essa transparência com nós leitores e também com o próprio autor. Eu jamais indicaria um livro, afirmando que ele seja bom se eu mesma achei uma droga, mesmo sabendo que há gostos e gostos.Sinceridade é tudo! e gostei muito da sua posição nesta parte.
    Sobre a copa do mundo eu tenho minha opinião parecida com a da Giulia Ladislau. Acho que mesmo que a copa não fosse no Brasil, esse dinheiro que foi gasto em estádios e tudo mais, jamais seria utilizado na educação, saúde, etc. Acredito que se a gente não for curtir algo por causa da merda que está o país, então na verdade não curtiremos nada. O câncer que afeta o Brasil não se concentra na copa,pelo contrário, se concentra em coisas que talvez seja invisível para aqueles que creem nisso...
    um beeijo!

    Blog Dramin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sinceridade é tudo mesmo!
      Obrigada por seu comentário!

      Excluir
  21. Já ouviu falar que brasileiro tem complexo de vira-lata? Mesmo sendo conhecido como um país bonito e alegre, a gente tá sempre se colocando para baixo e destruindo tudo o que podia nos orgulhar.
    Que bom que a gente tá sediando uma copa (será que ainda estaremos vivos quando a próxima copa no Brasil acontecer?)!
    Que bom que a gente está dando espaço para os autores nacionais; que bom que a gente pode usar os nossos blogs para falar o que a gente pensa! Que continuemos assim e que evoluamos cada dia mais!
    A educação começa em casa, de nada adianta um professor com bom salário se o aluno não respeita esse professor e não tá nem aí pros estudos. Qualquer pessoa que tenha frequentado a escola sabe disso.

    Sorteio do livro "Fahrenheit 451" no blog, participe: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SE os pais estiverem bem educados, os filhos assim serão...
      é um grande ciclo vicioso, geralmente...
      Não estou falando de educação de uma pessoa com responsabilidade e outras heranças éticas de berço. Isso é uma coisa importante também, mas prefiro começar pelo básico: saber a língua portuguesa e não falar errado, tipo probRema.
      Nem isso a massa consegue, é dessa educação BÁSICA que estou falando.

      Bem, que bom que você comentou! Gosto ler opiniões!

      Bjs

      Excluir

Obrigada por comentar! :)
Peço que os comentários não sejam anônimos para que eu possa retribuir!
Bjs, Lu